Please ensure Javascript is enabled for purposes of website accessibility

Notícias

Conheça o técnico praiano de futsal Célio da Silva

27/01/2021 15:12 - Atualizado em 27/01/2021 15:12

Para profissional, o esporte forma verdadeiros cidadãos

Ele é popular, boa praça, amigo para todas as horas e colaborador praiano desde 19 de fevereiro de 1992. Assim é Célio Antônio da Silva, 51, Professor de Futsal do Praia Clube. O palmeirense conta um pouco das histórias vividas no Clube em mais de duas décadas. “Entrei no Praia a convite do Marco Antônio e assumi as funções de Professor de Futsal. À época, não tinha experiência em lidar com a categoria  Iniciante (Escolinha), trabalhava apenas com time adulto, nunca havia trabalhado com crianças. Hoje, no Praia Clube, trabalho com crianças e adolescentes de 5 a 15 anos, são mais de 26 anos dedicados aos ?pequenos? trabalhando somente com escolinha e não tenho pretensão de trabalhar com equipes de alto rendimento”, afirmou.

Para o praiano, a função dele como educador é fazer a criança gostar de Futsal do dia que ela começa até 10 anos para frente. “Se a gente fizer isso aqui, no Praia, nosso trabalho estará realizado, o que vier pela frente será consequência dos ensinamentos e atividades desenvolvidas ao longo desses anos. O Praia Clube, aliás, é um celeiro de atletas. Na Escolinha, trabalho com todo tipo de criança, umas com mais e outras com menos aptidão para a modalidade. Na minha turma, recebo todos de braços abertos e a intenção é fazer esta criança gostar de Futsal para vida toda”, disse um dos filhos do município de Maurilândia (GO).

Há 26 anos à frente das Escolinhas de Futsal, o professor Célio ensinou a modalidade para mais de 3 mil alunos. Atualmente, ele tem seis turmas, tendo 20 alunos em cada, ou seja, são 120 alunos por ano. “A gente fica muito feliz por esta trajetória, principalmente quando vemos o Neto (melhor jogador do Mundial de Futsal 2012), ele é um autêntico craque. Começou comigo e ficou durante três anos na Escolinha. O Neto é fera dentro e fora das quadras”, exaltou.

Segundo o educador, fã do tricampeão mundial de F1, Ayrton Senna, trabalhar com criança é muito gratificante, pois o retorno é imediato, sincero e perene. “Quando a criança gosta do esporte, ela gosta do professor que está ali, ela expressa jogando com dedicação, com atenção e, em qualquer lugar que te encontrar, ela vai lembrar, não esquece e querer estar junto com você é uma relação de carinho”, disse.

O Praia Clube projetou a carreira do professor Célio, hoje ele é conhecido não somente em Uberlândia, mas em Minas Gerais e em boa parte do país. “Devo muito ao Praia, pois, mesmo quando não estou representando o Clube em alguma atividade esportiva, sou reconhecido como o ‘Professor Célio do Praia Clube?‘. Já representei o Praia viajando Brasil afora durante esses 26 anos. A gente tem muito amor pelo Clube, porque me fez ser o profissional que sou hoje. A motivação é a fórmula para o sucesso, pois o profissional que não é motivado jamais conseguirá motivar aqueles que o cercam”, destacou.

Além Praia Clube

Em 1994, Célio concluiu o curso de Educação Física na Universidade Federal de Uberlândia (UFU). Desde 1991, o professor trabalha na E. E. Marechal Castelo Branco. “Na escola pública, é desenvolvida uma parceria com o Clube, o Projeto Praia Cidadão, na modalidade basquetebol. No ano passado, em Curitiba, os técnicos Luís Cláudio Corrêa (Cacau) e Guilherme Pires participaram dos Jogos Escolares da Juventude. Na capital paranaense, a Equipe de Basquete Masculino Sub-14 ficou em terceiro lugar no Módulo I. Nas adjacências da escola, existe uma população carente. Anualmente, fazemos alguns eventos para arrecadar roupas, calçados e materiais para reformar o colégio. Os alunos zelam pela edificação para que haja um bem-estar geral de todos os frequentadores do local. Buscamos sempre ajudar o próximo, pois temos como objetivo recrutar cada vez mais voluntários para fazer o bem, somar na vida dos menos favorecidos. O exemplo da Família Praiana é disseminado para várias pessoas”, finalizou.