Please ensure Javascript is enabled for purposes of website accessibility

Notícias

Dentil/Praia Clube vence 1º duelo das semifinais ante o Vôlei Nestlé

21/01/2021 12:37 - Atualizado em 21/01/2021 12:37

Partida decidida no tie-break finalizou com parciais de 23/25, 25/19, 25/23, 25/27 e 15/13

#PrimeiraBatalha

A equipe Dentil/Praia Clube deu um importante primeiro passo rumo à final da Superliga Feminina de Vôlei 2017/2018. Na noite desta sexta-feira, 23 de março, na Arena Praia, o grupo comandado pelo técnico Paulo Coco derrotou o Vôlei Nestlé (SP) no tie-break, parciais de 23/25, 25/19, 25/23, 25/27 e 15/13. Com o triunfo, as praianas abrem vantagem na série melhor de 5 da semifinal frente ao oponente paulista, somando 1 a 0.

A ponteira Fernanda Garay foi eleita a melhor em quadra pela torcida e levou para casa o Troféu VivaVôlei CIMED. Já a central Fabiana Claudino foi a maior pontuadora da equipe, com 21 acertos. Segundo ela, o elenco impôs o melhor ritmo de jogo sobre as adversárias. “Só estamos no começo e podemos esperar ainda mais desafios pela frente. Acredito que não poderemos nos dizer tranquilas até acabar essa semifinal. Sabemos que o Osasco é uma grande equipe e não podemos sossegar um segundo, pois sabemos que elas virão para cima. São boas atacantes, bloqueadoras, sacadoras. Então, temos que estar 100% todo o tempo. Sabemos que, a partir do momento que conseguirmos manter a tranquilidade e o ritmo de jogo, conseguiremos a vitória. Penso que foi isso que fizemos no quinto set. Começamos atrás e revertemos o placar. É essa tranquilidade e paciência que temos que ter”, disse a bicampeã olímpica.

Para o comandante praiano, esta foi apenas a primeira batalha entre as agremiações. “Sem dúvida foi o jogo mais disputado e difícil, com mais alternâncias de situações. Acho que nossa maior dificuldade hoje foi a falta de consistência. Não tivemos tão bem em algumas situações individuais e coletivas. Porém, foi importante o time acreditar até o final! Tivemos uma chance grande de fechar o quarto set, mas faltou um pouco de lucidez naquele momento. Mostrei que estava faltando agressividade e confiança de acreditar que, se déssemos um algo a mais, poderíamos vencer. E elas acreditaram nisso e conseguimos fechar o jogo. Mesmo começando tão mal o tie-break, conseguimos reverter o resultado. Por isso, essa vitória no playoff foi superimportante”, comentou.

Na segunda-feira, 26 de março, às 19h, no Ginásio José Liberatti, ocorre o Jogo 2 dos Playoffs. Em Osasco (SP), o Dentil/Praia Clube buscará o segundo êxito desta fase para aproximar-se ainda mais da grande decisão.

Tecnologia

Uma novidade tecnológica fez parte da estreia das semifinais da Superliga Feminina 2017/2018. O embate na Arena Praia contou com o retorno do ‘Desafio’. A única vez que o sistema foi utilizado na Superliga foi na decisão da temporada 2012/2013. “O desafio é importante na partida. Quantas bolas achamos que seriam contrárias e foram revertidas! É superimportante que a gente evolua como voleibol brasileiro e tenhamos o desafio durante toda a Superliga. Acredito que seria um ganho fantástico. Sei que é caro a implementação, mas a evolução passa por aí. A Confederação tem que investir nesse aspecto porque é fundamental”, analisou o técnico Paulo Coco.

Vale ressaltar que os desafios, sempre solicitados pelos técnicos das equipes, são permitidos para as seguintes situações: bola dentro ou fora, toque de bloqueio, toque na rede, toque na antena e invasão durante o saque.

 Crédito das fotos: Divulgação Praia Clube