Please ensure Javascript is enabled for purposes of website accessibility

Notícias

Dia 26/04, às 21h30, ocorre a 2ª partida da final da Superliga Feminina 18/19

25/01/2021 14:22 - Atualizado em 25/01/2021 14:22

Torcida praiana lotará o Sabiazinho para empurrar a equipe rumo à vitória

No último domingo (21), no ginásio Mineirinho, em Belo Horizonte (MG), as duas agremiações fizeram o primeiro embate decisivo desta edição da Superliga CIMED Feminina. Em casa, o Itambé/Minas superou a equipe praiana por 3 sets a 2, parciais de 28/26, 25/22, 17/25, 17/25 e 15/6). O grupo comandado pelo técnico Paulo Coco mostrou resiliência durante o confronto. Afinal, soube superar a perda da icônica atleta Fernanda Garay, que sofreu uma entorse no tornozelo direito ainda na primeira parcial e, de quebra, buscar a igualdade após estar perdendo por 2 a 0. No tie-break, o time da capital levou a melhor e fechou a peleja em 3 sets a 2. Na casa do oponente, destaque para a atuação das jogadoras Carol e Fawcett. A central marcou 13 pontos e manteve a liderança no fundamento bloqueio, com 101 acertos em 93 sets disputados. A norte-americana, por outro lado, chegou aos 407 pontos em 94 parciais, sendo a terceira maior marcadora do certame nacional.

Sabiazinho lotado!

As duas equipes voltarão à quadra para o segundo jogo do playoff pela decisão da Superliga 18/19 na próxima sexta-feira (26), às 21h30, no Sabiazinho, em Uberlândia (MG). O SporTV2 transmitirá ao vivo. Os ingressos estão sendo vendidos no site www.zapify.com.br e na bilheteria do ginásio municipal, das 9h às 18h.

Rosamaria lamenta contusão de Fernanda Garay

A camisa 9 do Dentil/Praia Clube, Rosamaria Montibeller, comentou sobre a lesão da ponteira Fe Garay, que deixou a partida ainda no primeiro set quando sofreu uma lesão no tornozelo direito depois de uma disputa na rede. A atacante destacou a postura do grupo praiano que levou o jogo para o quinto set depois de perder os dois primeiros.

“A gente tem que pensar em um jogo de cada vez. Infelizmente este não deu, a vitória acabou não vindo, mas nosso time foi muito guerreiro. E sei que podemos crescer muito. Quando perdemos a Fe soubemos que precisaríamos fazer ainda mais, precisaríamos jogar por ela, que é uma peça chave em nossa equipe. A pressão da torcida faz parte do jogo, temos que saber como administrar isso. Fiquei feliz que conseguimos mostrar força e virar uma situação muito adversa, e mostra que temos muito a crescer. Colocamos muita vontade dentro de quadra”, disse a catarinense de Nova Trento.

* Com CBV

Crédito: Wellington Rabelo – Dia D Filmes