Please ensure Javascript is enabled for purposes of website accessibility

Notícias

Gestão fez análise da temporada

03/02/2021 14:27 - Atualizado em 03/02/2021 14:27

Técnico Morcego será mantido para 2021

ORGULHO! Esta é a palavra e o sentimento que define a participação da equipe Praia Clube Futsal na Liga Nacional de Futsal (LNF), cujo último jogo do time praiano foi no dia 22 de novembro, no ginásio Estener Soratto, em Tubarão (SC). Após empatar o duelo de ida das quartas de final, atuando como mandante, o grupo comandado pelo técnico Marcelo Duarte, o Morcego, lutou do primeiro ao último minuto no confronto da volta dos playoffs.

No interior catarinense, a equipe preta-amarela foi superada pelo elenco anfitrião por 6 a 3, os gols praianos foram marcados por Isaías, Jhonny Kevin e Humberto. O ala Isaías, também conhecido como Zazá, foi o artilheiro do plantel aurinegro com 9 gols assinalados. Além do camisa 11, outros atletas se destacaram no certame, como o goleiro Gustavinho, quarto melhor no ranking do fundamento defesas, com 129 efetuadas. O fixo Neto, por sua vez, lidera o ranking no quesito desarmes, com 265 ações eficientes ao longo desta edição da Liga.

Campanha

O Praia Clube Futsal integrou o Grupo A, no qual ficou em 3º lugar, somando 16 pontos em 12 jogos. Foram 5 vitórias, 1 empate e 6 derrotas, com 44.4% de aproveitamento. Nas oitavas de final, o Praia teve pela frente o Umuarama Futsal. O grupo comandado pelo Morcego empatou os dois confrontos diante dos paranaenses. 3 a 3 na ida, na Arena Praia, e 2 a 2 na volta. Na prorrogação, triunfo por 2 a 1 na casa do adversário.

Nas quartas, dois duelos para lá de empolgantes contra o Tubarão Futsal, de Santa Catarina. No jogo 1, em Uberlândia (MG), igualdade no placar, 2 a 2. No sul do país, a agremiação catarinense levou a melhor, 6 a 3. Foi, sem dúvida alguma, uma campanha singular do Praia Clube na maior competição do salonismo brasileiro, superando todas as expectativas e alçando feitos expressivos apenas na quinta participação na LNF. Além disso, o Praia voltou à elite do futsal após um hiato de oito anos.

Para o técnico Marcelo Duarte, o Morcego, o Praia foi ganhando forma durante a competição e o comprometimento dos atletas foi recompensado com a boa campanha. Além disso, disse que detalhes separaram a equipe da semifinal. “Nosso grupo fez um papel muito bonito dentro dessa Liga Nacional. Não esperávamos chegar tão longe, mas nos deram oportunidades. Fomos ganhando corpo durante a disputa. Começamos mal, mas, aos poucos, entrosamos e chegamos a quase uma semifinal. Não vencemos o Tubarão nas quartas, por detalhes, faz parte do futsal e espero, para o ano que vem que possamos melhorar a equipe para chegarmos a uma final”, analisou o comandante.

Treinador mantido e olho no mercado

Paulo Henrique Silva, Diretor de Futsal do Praia Clube, assegurou a permanência do técnico Morcego para 2021. Na avaliação da diretoria, o treinador, que já tinha comandado a equipe em outras três Ligas, tem bagagem e conhecimento para seguir à frente do plantel.

“O Morcego é prata da casa, ninguém o conhecia totalmente na Liga. Foi uma grata surpresa, o esquema de jogo dele surpreendeu grandes equipes do futsal brasileiro. Ele está muito bem assessorado com preparador físico, fisioterapia, é uma estrutura bem grande. Estamos renovando com o pessoal para o ano que vem”, afirmou PH.

A intenção do Praia é ter um grupo ainda mais leve na próxima temporada, além de manter uma base do projeto deste ano. Sem fugir do orçamento, jogadores jovens com mais experiência na Liga Nacional estão no radar. “Já estamos fazendo contatos para o ano que vem, até mesmo com jogadores da nossa equipe. Queremos deixar o elenco mais leve, mais dinâmico e com o mesmo empenho. Manteremos uma base e agregaremos mais talentos. Esperamos montar um time ainda mais competitivo, com atletas com mais bagagem na Liga, para chegar a uma semifinal ou final, que estivemos bem perto”, completou Paulo Henrique, reforçando a busca por mais patrocinadores.

Parabéns a todos os atletas, integrantes da comissão técnica e dirigentes.